Inesperadas amêndoas

2012, 26 de fevereiro

Frequentes na França, mas não tão comuns no Brasil, os croissants de amêndoas (R$ 13,30) marcam presença na vitrine da Pain de France (onde esgotam rapidinho!)

Yo!

Demorou para eu descobrir que aquele pequeno café em baixo do “prédio da Gazeta”, no espaço Reserva Cultural (Avenida Paulista, 900), tinha um nome (Pain de France) e duas outras unidades.

Como toda vez que passava por lá eu estava atrasado para alguma sessão no cinema do complexo, nunca deu tempo de tomar mais do que um café. Mas isso acabou no primeiro sábado deste mês (4), quando fui assistir a “Os Descendentes” com meu pai. É aquele filme “novo” com o George Clooney, que conta com cinco indicações para o Academy Awards (vulgo “Oscar”) deste ano (que, inclusive, acontece hoje à noite e vai ao ar nos melhores computadores com conexão à internet do país).

Aliás, cabe aqui uma opinião: o longa é agradável, engraçado, bonito e até passa algumas lições, mas senti falta de uma “pegada” mais profunda, algum tema que gerasse reflexão (espaço e gancho para isso o filme tinha). Bom, mas estou aqui para falar de comida, e não de filmes… Desculpem o imenso parênteses, é que eu gosto bastante de cinema também (quem sabe escrevo um post sobre comidas nas telonas qualquer dia desses, né?).

Como eu ia dizendo…
Enfim, como eu ia dizendo, nunca tive tempo de pedir mais do que um café na Pain de France, mas isso acabou quando eu e meu pai comemos um croissant de amêndoas que, para mim, foi inesperado. Inesperado porque eu nunca havia imaginado um croissant com lâminas de amêndoas em cima (tudo bem que no Brasil tem croissants até de frango ou presunto e queijo, mas…). Inesperado porque não era apenas coberto por amêndoas, mas também recheado com um delicioso doce feito com o fruto. Por fim, inesperado por causa do preço, digamos, salgado (R$ 13,30!). Resumindo: inesperado.

Por outro lado, mais tarde fiquei sabendo que esse tipo de croissant não é assim tão inesperado. Na França, ele está presente em três de cada cinco esquinas. Ah, mas fiquem espertos, o ideal é “dividir o pão” com alguém, pois é um tanto gorduroso e pode ficar enjoativo. Não por descuido da cozinha (que até se supera nesse quesito), mas pela própria natureza oleosa da massa folhada do croissant e do excesso de amêndoas.

Só sei que, de agora em diante, não vou mais ignorar a vitrine da Pain de France.
Rafael dos Santos

Anúncios

»

  1. Chá disse:

    Nossa foi inesperado saber o preço desse croissant! Na França isso custa em torno de 1 euro! Mas apesar de ser super gorduroso é muito bom (apesar de que sou suspeito para falar de amêndoas…)

  2. cecilia disse:

    Deve ser muito bom, mas sera que ganha da tortinha de abacaxi com sorvete?

  3. Dirceu disse:

    É verdade tive o prazer de experimentar com o Rafa, e realmente é gostoso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s